Previ opta por reduzir influência sobre administração da Vale

ADVFN

A fim de se adequar as regras de mercado e possivelmente deixar o controle para quem tem know-how do negócio, o fundo de pensão do Banco do Brasil (BBAS3) – a Previ – decidiu por realizar alterações na estrutura societária da mineradora Vale (BOV:VALE5), da qual detém ações ordinárias.

Deste modo, o fundo de pensão contratou os serviços do banco Morgan Stanley para assessorá-lo na operação de conversão de ações ordinárias em preferenciais, com finalidade de venda paulatina no mercado.

A influência da Previ sobre o capital societário da Vale é considerado acima do limite, tanto é que a indicação do presidente do Conselho de Administração da companhia é feita pelo fundo de pensão do Banco do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *